segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Noturno
















Objetos e seres passeiam pela noite.
Escuro que se acabará depois da tecnologia...
O laser detector de pessoas vai clarear a floresta.
Não tem solução: sem luz vê-se as estrelas mais fortes, mas não se pode ler na cama.
Com luz os objetos não somem, mas os gambás não desfilam com suas folhas amarradas pelo rabicó.
Ser ou não ser, eis a questão, os clichés contribuem para expressão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário